quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Esperança

Mário Quintana
Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Texto extraído do livro "Nova Antologia Poética", Editora Globo - São Paulo, 1998, pág. 118.

Perfeito para encerrar o ano.
É mais um dia do ano, mas, que pra muitas pessoas significa uma passagem mesmo, um marco para renovação de promessas e porque não renascer a esperança?
Feliz 2010 a todos que passarem por aqui!
Não percam a esperança!

5 comentários:

Bia Mendonça disse...

Boa idéia Jane!
Vou adotar a Esperança para o meu 2010 tb!!

bjs

Bia Mendonça disse...

Ah, tinha esquecido de perguntar e não tneho te visto online... já está em SP?
bjs

Jane disse...

Oi Bia!
Ainda estou por aqui. Não estou ficando mt em casa por isso não to entrando no msn.
BjO

Bia Mendonça disse...

Faz bem! Fica longe do pc, é pq tem coisa mais interessante para fazer!! :)

bjs

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Jane
Ja' e' a segunda vez que vejo este texto e acho tao lindo!!!! Precisamos sempre de esperanca. Beijos