quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Séries Finais do Ensino Fundamental

Trabalhar com adolescentes não é minha grande paixão... Pelo menos não o trabalho que estou fazendo.

Esse mês foi a vez da professora de História e Geografia das séries finais no Ensino Fundamental tirar suas férias prêmio e eu resolvi pegar essa dobra de turno... Estou tão exausta... Muito mais do que fiquei no mês passado quando estava com os alunos do 4º ano.
Eu sei que trabalhar em outra escola, é mais cansativo, pois tem o tempo que fico esperando o onibus, o tempo de ir de uma escola a outra... Mas não é só por isso que estou cansada... É um cansaço, mental, um cansaço completo, diferente...

Estou passando para os alunos o que a professora deixou para ser passado, que provavelmente está nos parametros curriculares nacionais, planejamento municipal, cronograma, etc. Algumas coisas eu acho que é tão distante da realidade dos alunos, que fico me perguntando o porque de ensinar aquilo, qual significado tem para eles...
Sinceramente eu não lembro de praticamente nada do que aprendi na escola, nessa fase de séries finais do Ensino Fundamental e até mesmo do Ensino Médio. Aquilo tudo que foi "depositado" na minha cabeça não teve significado, talvez eu tbm não tivesse maturidade para receber aquele conhecimento. Não sei.
Quando fui fazer o vestibular, eu percebi que não sabia "nada". Então enfiei a cara nos livros e estudei, estudei, refleti, questionei. Seguindo o conselho de alguma amiga/professora eu comecei a estudar história com os livros de 5ª, 6ª série mesmo. De vez enquando eu me perguntava onde eu estava quando aquilo foi ensinado pra mim. Porque eu não me lembrava de nada.

Hoje me vejo do outro lado, e penso um meio de passar os conteúdos para os alunos de um modo significativo, mas as vezes eu tenho a sensação de que é tudo tão distante, tão significado para eles, que por isso eles não querem nada com nada mesmo...

Bom, essa é a minha experiência. Claro que devem ter escolas diferentes, alunos diferentes e outras histórias por aí.

Os alunos do 9º ano foram meus alunos na 3ª e 4ª série (há 6 anos, quando comecei nessa escola). Entrei na sala hoje, e dei uma rápida viajada no tempo, consegui ve-los pequenos e ávidos pelo saber. Tudo o que eu propunha eles estavam empolgados! Era tão bom!
Fui muito elogiada pelos professores das séries seguintes.
Hoje eu olhei e não consegui enxergá-los. Eles estavam lá. Do meu tamanho agora. Lindos.
Mas parece que já se cansaram da escola ou de estudar as matérias que a escola propõe.

Teve um momento que um aluno me perguntou pra que estudar aquilo.
Aquilo = Relevo, hidrografia da Ásia.
Então eu respondi que é interessante conhecermos realidades diferentes da nossa. Percebermos que o mundo não se resume ao Paiol (zona rural onde eles moram), Lavras, MG, Brasil, etc.
Ele disse que não adianta, porque na semana que vem eles não lembram de mais de nada.

No fundo eu concordei com ele. (desabafo)
Eu sempre questionei e questiono os conteúdos que a escola ensina, para quem ensina, porquê ensina, para quê ensina.

É complicado demais trabalhar e não acreditar muito no que está fazendo. Acho que isso está fazendo o meu cansaço ser completo... Com os pequenos me sinto diferente. Acredito no que faço e isso me motiva a continuar, apesar dos percalços.

Séries finais do ensino fundamental? Só esse mês.
Continuo com os pequenos, acho que posso fazer melhor.

2 comentários:

Fernanda disse...

Eh complicado, sao muitos "gaps" na educacao.
Beijocas!

Bia Mendonça disse...

Eu prefiro trabalhar com crianças pequenas, tipo 4 ou 5 anos... depois dai acho que fica dificil!

bjs